Google+ Followers

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Final de ano....

Final de ano é tempo de reflexão, mas é tempo de correria também. Está chegando o Natal do Nosso Senhor! E esse ano só tenho a agradecer a Deus pelas dádivas da minha vida.... Esse ano foi tranquilo (mais do que gostaria, mas faz parte)
Agora que entramos na reta final  vamos colocar ordem na casa para nos prepararmos para um ano novinho em folha....
Mas para isso temos as festas de fim de ano, e na correria só estou vendo minha listinha de coisas a fazer aumentar....

  • Tenho que arrumar a casa ainda para o natal com todos os enfeites e apetrechos que a data merece... rsrs
  • Comprar lembrancinhas para todos (isso mesmo lembrancinhas e o todos é bem restrito, tipo: cunhados, irmãos, sobrinha, vós, pais, marido e filha... e um para mim também que sempre me agrado rsrs)
  • Comprar presente de Inamigo oculto rsrs. É muito engraçado começou como um simples amigo oculto em família, mas com o tempo os presentes começaram a se tornar presente de grego então eu acho que quase chega a ser um Inamigo oculto rsrs.
  • Cartões- Esse ano queria dar cartões a todos meus conhecidos. Sempre tive essa mania e adorava, mas com o tempo, a correria, a internet... fui deixando passar. Quero voltar com essa tradição!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Tempos modernos - Música cantada por Lulu Santos

Eu vejo a vida melhor no futuro
Eu vejo isso por cima de um muro
De hipocrisia
Que insiste em nos rodear
Eu vejo a vida mais clara e farta
Repleta de toda satisfação
Que se tem direito
Do firmamento ao chão
Eu quero crer no amor numa boa
Que isso valha pra qualquer pessoa
Que realizar
A força que tem uma paixão
Eu vejo um novo começo de era
De gente fina elegante e sincera
Com habilidade
Pra dizer mais sim do que não
Hoje o tempo voa amor
Escorre pelas mãos

Mesmo sem se sentir
E não há tempo que volte amor
Vamos viver tudo o que há pra viver
Vamos nos permitir

Eu quero crer no amor numa boa
Que isso valha pra qualquer pessoa
Que realizar
A força que tem uma paixão
Eu vejo um novo começo de era
De gente fina elegante e sincera
Com habilidade
Pra dizer mais sim do que não
Hoje o tempo voa amor
Escorre pelas mãos
Mesmo sem se sentir
E nao há tempo que volte amor
Vamos viver tudo o que há pra viver
Vamos nos permitir

A vida está passando muito rápido, num ritmo que mal consigo acompanhar...
Parece que foi ontem que estava grávida e pensando quando minha pequena chegaria... parece que foi ontem que estava as voltas com festinha de 1 ano, só que já estou pensando na de 2 anos!!!
Ano 2010 já está acabando, 2011 está batendo a porta. O que eu fiz durante esse ano? 
Acho que fiquei meio que parada no tempo esperando coisas acontecerem...
Esperando momentos passarem... mas não realizei nada! Não nesse ano... Esse ano foi um ano de continuação, de estagnação. E vocês? Como foi o ano que está terminando? Tem algum plano para esse ano ainda?

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Ser feliz...



“Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.”
Augusto Cury
Quantos de nós paramos, reclamamos por problemas pequenos? Você é o autor da sua história, chefe da sua vida... tome posse disso e estabeleça metas, agradeça o que tem e lembre-se dos que tem menos....
Para ser feliz precisa de muito pouco.... Basta termos saúde e disposição para corremos atrás dos nossos sonhos...
Eu agradeço Senhor, pela família que construí...Pela filha linda, esperta e saudável que temos.... e peço pelas mães que sofrem com seus filhos doentes... 
 Obrigada Senhor por mais um dia!!!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

O NASCER PARA O ALÉM... Reflexão

O NASCER PARA O ALÉM...

Há quem morra todos os dias.
Morre no orgulho, na ignorância, na fraqueza.
Morre um dia, mas nasce outro.
Morre a semente, mas nasce a flor.
Morre o homem para o mundo, mas nasce para Deus.

Assim, em toda morte, deve haver uma nova vida.
Esta é a esperança do ser humano que crê em Deus.
Triste é ver gente morrendo por antecipação...
De desgosto, de tristeza, de solidão.
Pessoas fumando, bebendo, acabando com a vida.
Essa gente empurrando a vida.
Gritando, perdendo-se.
Gente que vai morrendo um pouco, a cada dia que passa.

E a lembrança de nossos mortos, despertando, em nós, o desejo de abraçá-los outra vez.
Essa vontade de rasgar o infinito para descobri-los. De retroceder no tempo e segurar a vida. Ausência: - porque não há formas para se tocar.
Presença: - porque se pode sentir.
Essa lágrima cristalizada, distante e intocável.
Essa saudade machucando o coração.
Esse infinito rolando sobre a nossa pequenez. Esse céu azul e misterioso.
Ah! Aqueles que já partiram!
Aqueles que viveram entre nós.
Que encheram de sorrisos e de paz a nossa vida.
Foram para o além deixando este vazio inconsolável.
Que a gente, às vezes, disfarça para esquecer.
Deles guardamos até os mais simples gestos. Sentimos, quando mergulhados em oração, o
ruído de seus passos e o som de suas vozes.
A lembrança dos dias alegres.
Daquela mão nos amparando.
Daquela lágrima que vimos correr.
Da vontade de ficar quando era hora de partir. Essa vontade de rever novamente aquele rosto.
Esse arrependimento de não ter dado maiores alegrias.
Essa prece que diz tudo.
Esse soluço que morre na garganta...

E...
Há tanta gente morrendo a cada dia, sem partir. Esta saudade do tamanho do infinito caindo sobre nós.
Esta lembrança dos que já foram para a eternidade.

Meu Deus!
Que ausência tão cheia de presença!
Que morte tão cheia de esperança e de vida!

Texto: Padre Juca
Adaptação: Sandra Zilio

Hoje é um dia para reflexão, para sentir saudades... Não sei se precisa de um dia para comemorar os mortos. Saudade se tem todos os dias.
No início a dor é enorme e despedaça a gente por dentro, depois é só pequenas agulhadas no nosso coração;Saudade se tem todos os dias, toda vez que vemos algo que nos lembra o ente querido, toda vez que vemos algo e gostaríamos de compartilhar com aquele que o PAI levou para Ele.
Tenham todos um dia de reflexão!