Google+ Followers

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Diários...

Voltarei a escrever diário. Você pode perguntar: Porque escrever um diário? Isso não é coisa de adolescente? Mas não ligo, sei como o ato de escrever me ajuda a me entender, e a organizar meus pensamentos, sentimentos...
Tem coisas que não podem ser ditas em voz altas, coisas que só pertencem a você mas mesmo assim são coisas que devemos por para fora de vez em quando... No papel posso escrever o que sinto, sem medo de magoar alguém  me libertar do que está me incomodando...e sei que aquele amigo não irá fazer fofoca para ninguém de como me sinto.
E é gostoso reviver momentos que se passaram, mesmo aqueles que não foram bons...afinal é bom ver que superamos algo que na época era tão difícil....
“Escreve. Seja uma carta, um diário ou umas notas enquanto falas ao telefone, mas escreve. Procura desnudar a tua alma por escrito, ainda que ninguém leia; ou, o que é pior, que alguém acabe lendo o que não querias. O simples acto de escrever ajuda-nos a organizar o pensamento e a ver com mais clareza o que nos rodeia. Um papel e uma caneta fazem milagres, curam dores, consolidam sonhos, levam e trazem a esperança perdida. As palavras têm poder." 
Paulo Coelho

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

A Bagagem...


Recebi esse texto por e-mail... e achei muito propricio para essa fase que estamos vivendo... o ínicio de um novo ano.
Afinal  todo dia começamos uma nova jornada nessa viagem que começamos quando nascemos. E é preciso sempre refazermos a mala, ver o que estamos carregando. Todo final de ano as pessoas falam em arrumar a casa, se desfazer de roupas e calçados que não usamos mais... vamos nos desfazer também do que "pesa" em nossas vidas. Chega de carregar esse "peso" morto, ele está atrasando sua viagem e por muitas vezes fazendo-a triste, cansativa, penosa....
Vamos rever nossas bagagens?


 Quando sua vida começa,
você tem apenas uma
mala pequenina de mão...
A medida em que os anos vão passando,
a bagagem vai aumentando
porque existem muitas coisas
que você recolhe pelo caminho,
por pensar que são importantes ...

A um determinado ponto do caminho
começa a ficar insuportável
carregar tantas coisas,
pesa demais,
então você pode escolher :
ficar sentado a beira do caminho,
esperando que alguém o ajude,
o que é difícil,
pois todos que passarem por ali
já terão sua própria bagagem.
Você pode ficar a vida inteira esperando,
até que seus dias acabem....
Ou você pode aliviar o peso,
esvaziando a mala.

Mas, o que tirar ?
Você começa tirando tudo para fora...
veja o que tem dentro :
Amor, Amizade...nossa ! Tem bastante,

curioso, não pesa nada...
Tem algo pesado....

você faz força para tirar....
era a Raiva - como ela pesa !
Aí você começa a tirar, tirar e aparecem
a Incompreensão, Medo, Pessimismo...
nesse momento, o Desânimo quase te puxa
pra dentro da mala ....
Mas você puxa-o para fora com toda a força,
e no fundo da mala aparece um Sorriso,
que estava sufocado no fundo da sua bagagem....
Pula para fora outro sorriso e mais outro,
e aí sai a Felicidade...
Aí você coloca as mãos dentro da mala de novo e
tira pra fora um monte de Tristeza...

Agora, você vai ter que procurar
a Paciência dentro da mala,
pois vai precisar bastante....
Procure então o resto: a Força,
Esperança, Coragem, Entusiasmo,
Equilíbrio, Responsabilidade,
Tolerância e o Bom e Velho Humor.
Tire a Preocupação também.
Deixe de lado,
depois você pensa o que fazer com a ela...

Bem, sua bagagem está pronta

para ser arrumada de novo.
Mas, pense bem o que vai colocar
dentro da mala de novo, hein !

Agora é com você.
E não se esqueça de fazer
essa arrumação mais vezes,
pois o caminho é MUITO, MUITO LONGO,
e sua bagagem, poderá pesar novamente.

Lembrem-se disso, sempre... e escolha o que levar na Bagagem!
Autor Desconhecido, recebido por e-mail

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Feliz 2011

No Ano Passado...
Texto de Mario Quintana
Já repararam como é bom dizer "o ano passado"? É como quem já tivesse atravessado um rio, deixando tudo na outra margem...Tudo sim, tudo mesmo! Porque, embora nesse "tudo" se incluam algumas ilusões, a alma está leve, livre, numa extraodinária sensação de alívio, como só se poderiam sentir as almas desencarnadas. Mas no ano passado, como eu ia dizendo, ou mais precisamente, no último dia do ano passado deparei com um despacho da Associeted Press em que, depois de anunciado como se comemoraria nos diversos países da Europa a chegada do Ano Novo, informava-se o seguinte, que bem merece um parágrafo à parte:
"Na Itália, quando soarem os sinos à meia-noite, todo mundo atirará pelas janelas as panelas velhas e os vasos rachados".
Ótimo! O meu ímpeto, modesto mas sincero, foi atirar-me eu próprio pela janela, tendo apenas no bolso, à guisa de explicação para as autoridades, um recorte do referido despacho. Mas seria levar muito longe uma simples metáfora, aliás praticamente irrealizável, porque resido num andar térreo. E, por outro lado, metáforas a gente não faz para a Polícia, que só quer saber de coisas concretas. Metáforas são para aproveitar em versos...
Atirei-me, pois, metaforicamente, pela janela do tricentésimo-sexagésimo-quinto andar do ano passado.Morri? Não. Ressuscitei. Que isto da passagem de um ano para outro é um corriqueiro fenômeno de morte e ressurreição - morte do ano velho e sua ressurreição como ano novo, morte da nossa vida velha para uma vida nova.

O Ano passado se foi, e agora renascemos para uma nova etapa! Você não precisa do dia 31 de dezembro para fazer promessas de ano novo que não serão cumpridas. Aproveite o dia de hoje e prometa para você mesma jogar fora tudo aquilo que prende, que lhe deixa infeliz...
Está brigada com alguém, porque? Isso te faz mal? O que pode fazer para mudar isso? Não deixe mágoas te impedir te ver um futuro lindo para você!
Seu emprego não te instiga, precisa de mais dinheiro, mais valorização.... vamos lá! Vamos mudar, quem sabe aparecerá uma oportunidade de mudanças... Se abra!
Você gosta dele(a) mas fica protelando? Não se declara, não diz isso ou aquilo para não magoar... Uma relação só é saudável quando é boa para ambos. Mude!
Jogue pela janela, tudo que não presta e te impede de viver! Eu disse VIVER e não existir....
Morra para tudo que não te trouxe alegria no ano que passou...
Ressuscite para um ano novo em folha, com 365 dias de muitas posibilidades...