Google+ Followers

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Mude...


Mude.
Lembre-se de que a Vida é uma só.
Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.
Seja criativo.
Grite o mais alto que puder no espaço vazio.
Deixem pensar que você está louco.
Aproveite para fazer uma viagem despretensiosa,longa, se possível sem destino.
Experimente coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas, mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia.
A positividade que você está sentindo agora.
Só o que está morto não muda!
Texto de Edson Marques




Quem disse que você não pode mudar?Quem disse que não pode tentar algo novo?Ou ter novas opniões? 
Eu sou geminiana e estou sempre mudando, me reinventando... não quer disser que tenho duas caras, ou duas opniões... Quer disser que estou aberta a aprender algo novo, a ter segundas opniões, a ver as coisas de outro ângulo... 
E você já percebeu o quanto mudou? Não só fisicamente, mas pscilogicamente se reinvente você também!!!
" A mudança que você espera do mundo deve começar por você"



Um comentário:

Edson Marques disse...

Que bom que você gostou do meu poema Mude!
Porém, ao contrário do que você diz, não é de Clarice Lispector.
Assim como você, muita gente supõe erradamente que esse poema é de Clarice. Mas não é.
No meu blog publico todas as "provas" de que sou o autor:
1. Registro do poema Mude na Biblioteca Nacional em agosto de 2003.
2. Livro Mude, editado pela Pandabooks, com prefácio de Antonio Abujamra.
3. CD Filtro Solar, Pedro Bial, onde na faixa 4 o Mude foi publicado (contrato que fiz com a Sony Music)
4. Há milhares de publicações com a citação de autoria correta, em meu nome.
5. O chato é que o filho de Clarice Lispector VENDEU meu poema como se fosse da mamãe dele... rs! (Mas já ganhei estrondosa ação judicial por danos morais: veja www.desafiat.blogspot.com )

Enfim, o que o escritor mais gosta é disso mesmo: ver sua obra reconhecida -- mesmo que com autoria "transferida" para Clarice Lispector...

Autorizo você a manter o texto em seu blog, mas, se puder, corrija a autoria.

Mude,
Mas comece devagar,
Porque a direção é mais importante que a velocidade.


Abraços,