Google+ Followers

terça-feira, 24 de agosto de 2010

A PEDRA


O distraído nela tropeçou...
O bruto a usou como projétil.
O empreendedor, usando-a, construiu.
O camponês, cansado da lida, dela fez assento.
Para meninos, foi brinquedo.
Drummond a poetizou.
Já David, matou Golias, 

e Michelangelo extraiu-lhe a mais bela escultura...
E em todos esses casos, a diferença não esteve na pedra, mas no homem!


Não existe "pedra" no seu caminho que você não possa aproveitá-la para o seu próprio crescimento

As pedras foram colocadas em sua vida como testes em salas de aula, para ver como você as encara e as transforma... é um obstáculo, uma ponte, uma diversão?
Confesso que ultimamente, tenho me deixado abater com as pedras do meu caminho. Elas são obstáculos que tento contornar pois não consigo fazer delas degraus para minha subida. Mas não fique pensando que fico sentada lamentando sobre ela... São pequenos obstáculos que mais cedo ou mais tarde irei atravessar....
E você? Como encara os problemas do dia-a-dia? As dificuldades que surgem?


Um comentário:

Carolina Monteiro disse...

Juro que tenho me deixado abater por alguns, afinal, não é qualquer um que consegue conviver sendo ignorado por algumas pessoas. Mas estou vendo que isso está me acrescentando muita coisa, estou deixando de fazer o mesmo com os outros, por saber na pele, como é exatamente! Ah, e respondendo ao seu comentário no meu post, com certeza quando eu tiver meu sobrinho (a) colocarei-o em uma redoma de vidro na qual só eu possa entrar... HAHA
Brincadeira, também vou deixar os pais! rs